Arquivo da categoria: sevilla

Manifestações da Primavera

Finalmente as temperaturas mais altas chegaram. Não posso nem reclamar muito porque estou na Espanha, que não chega nem aos pés do frio que faz mais ao norte, mas confesso que esperava o calorzinho faz tempo. Estava cansada de me sentir uma “cebola” com tantos casacos.

Com a primavera, chegaram também as primeiras manifestações de alegria pela temporada. A cidade de Granada (Andaluzia) na última sexta-feira organizou um super botellón (de botella=garrafa) com 25.000 jovens reunidos para beber em praça pública todo o dia.

fardatxetwordpresscom

fardatxet.wordpress.com

A prefeitura até designou um lugar para os tradicionais botellones organizados pelos jovens da cidade , carinhosamente chamado de botellodromo, muito coibidos pela polícia nas cidades espanholas, onde é proíbido beber na rua. Os jovens ou chavales (como são chamados os adolescentes) não deixam por menos, organizam sempre reuniões entre amigos por aí (óbvio, não?) e são sempre assuntos dos telejornais. E para estes eventos grandes fazem toda a convocatória por internet.

Hoje é dia de evento em Sevilha, que não quer deixar por menos, querem bater o número de pessoas reunidas em Granada.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em comportamento, entretenimento, espaços urbanos, movimento social, sevilla, viral

Sobre 2 rodas na rotação de Sevilla

“O mundo tem outra velocidade para quem anda de bicicleta”. Foi isso que meu namorado me disse na primeira vez eu saímos pelas ruas de São Paulo de bicicleta. Como assim?, perguntei. “É, você não tem a velocidade dos carros  e assim não consegue observar direito os lugares que passa pelas ruas. Também não é como andar a pé, onde se fica restrito a um campo de visão menor e uma capacidade limitada de alcançar novos  lugares.”.

Me deparei pensando nesta reflexão muitas vezes, porque depois de contemplar muitas paisagens de diferentes rotas, ao final só podia concluir que andar de bicicleta era realmente sentir o mundo de outra forma, de uma maneira muito própria. Como se o mundo girasse numa rotação diferente e você tivesse o tempo certo para captar sentidos sem se deter demasiado tempo a eles. Te permite ver muitos lugares e cenas, mas ir logo adiante para os seus próximos capítulos da jornada.

Depois de passar por algumas cidades com sistemas de aluguel de bicicleta, quer dizer de transportes públicos alternativos, alugamos uma bike em Sevilla no sistema SEVICI e fomos ver o que ela oferecia nesta outra dimensão.

pontos

passeio-no-rio-22

iris-bike

rampas-skate

grafiti

grafiti21

O SEVICI funciona com abonos anuais ou semanais e podem ser feitos diretamente em qualquer terminal. Você paga um abono, ou matrícula no serviço e tem direito a usar as bicicletas de qualquer um dos pontos-estacionamento espalhados pela cidade. O abono de 7 dias custa 5 euros e o de 1  ano, 10 euros. A primeira meia hora é gratuita, tá incluída no abono e com ela se chega ao outro lado da cidade sem problemas. A partir de 1 hora, transcorridos os 30 minutos, custa 1 euro e as demais horas, 3 euros a hora, para evitar que a bicicleta seja usada para outros fins ou fiquem muito tempo sem devolução.

sistema-sevici

Sevilla diferentemente de Paris ou Barcelona (por restrições legais a propaganda na cidade), comercializa a divulgação de publicidade.

patrocinador-bici

O BICING, em Barcelona é um pouquinho mais burocrático. Você tem que fazer uma ficha do site com seu endereço e dados pessoais. Você recebe um cartão em casa que tem que validar para começar a usar os serviços, em um esquema bem parecido com  Sevici.

bicing2

1 comentário

Arquivado em espaços urbanos, experience, sevilla