Arquivo da categoria: arte de rua

Intervenção urbana em caçambas

bishop

O que pode ser feito com aquelas intrusas, feias e sujas caçambas de lixo? O artista inglês Oliver Bishop fez mais que esta pergunta, oferece criativas e interativas opções de uso para o impessoal objeto nas ruas de Londres. O objetivo dele é “discutir o desperdício e reaproveitamento de materiais“.

De onde veio a inspiração das caçambas? “De um comercial da Ikea que encorajava as pessoas a jogar fora os móveis antigos para substituí-los por novos modelos a venda na loja.” dice ele à revista DIF.

bishop5

bishop2

bishop4

bishop3

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em arte de rua, design, espaços urbanos, inovação, sustentabilidade

Intervenção

Muito curiosa esta cena perto do Rócio em Lisboa.

lisboairis

lisboairis21

Fui conferir na internet, a tal de Art Building e eis a sua própria definição:

“Art Building é a expressão da arte pública transposta para a vedação de edifícios em construção/reconstrução. Potenciando a criatividade de jovens artistas, transforma a cidade moderna nu museu a céu aberto onde a cultura tem um lugar de destaque e está acessível a todos. Art Building oferece à cidade uma nova forma de estar e viver com as obras transformando-as em OBRAS COM ARTE. Olhe para Lisboa com outros olhos…e aprecie a vista.”. 

Deixe um comentário

Arquivado em arte de rua, espaços urbanos, inovação, lisboa

Okupas em Londres

Não só de Tacheles em Berlim vem as histórias e ações de artistas e ativistas okupas. Em Londres há cerca de 1 mês, um grupo de 30  jovens artistas e músicos invadiram 2 mansões do duque de Westminster, que está entre os homens mais ricos da Grã Bretanha. O bairro é Park Lane um luxuoso bairro da alta sociedade londrina, conhecido também como o bairro das embaixadas e onde costumava viver, por exemplo, Madonna e seu ex-marido Guy Ritchie.

mansion

De acordo com os okupas as casas estavam sem ninguém há pelo menos 2 anos. Eles passam o tempo pintando e tocando música. Moreira, um estudante de arte diz que há um lado positivo dos okupas invadirem prédios: “Nós estamos invadindo uma casa, mas se as pessoas virem o que temos feito para dar a eles  – um monte de obras de arte e boas energias – eu acho que eles vão mudar de idéia.”

musico-na-varanda

Deixe um comentário

Arquivado em arte de rua, comportamento, espaços urbanos, movimento social

Berlim: uma cidade de estética contestadora

Já deu um play em alguma música do post anterior? Então ponha pra tocar para entrar no clima.

O que você pensaria se visse este carro na rua?

dsc_1026
Estamos em Berlim e aqui, grafites e pichações fazem não só parte da paisagem da cidade como estão intrinsecamente ligados à sua história e à sua forma de vida. Parece ser a mais instintiva (no sentido da intensidade) forma de manifestação e expressão.

Esta cidade que tanta história tem para contar preferiu não sucumbir simplesmente à renovação urbana, pelo contrário, mantém as feridas passadas e atuais à mostra num movimento de resistência constante.

pes

corredor

dsc_0607

grafites2

Uma das maiores concentrações de grafite por m² pode ser visto no Tacheles. O prédio em ruínas já foi centro comercial na década de 20, escritório do partido nazista e condenado a demolição em conseqüência dos ataques sofridos na Guerra, mas após queda do muro foi invadido por artistas, tornando-se foco de criações e filosofias de vida alternativos.

tacheles5

tacheles

dsc_0971

tacheles3

tacheles2

Hoje é um centro cultural com endereço de vários artistas e eventos, mas já não considerado criadouro de novos artistas e pensadores, que foram em direção ao outros bairros menos centrais do antigo leste.

Achei um post legal de 2005 num blog de um editor do Minnesota Independent,  sobre esta região. Para os curiosos: http://eyeteeth.blogspot.com/2005/09/tacheles-creative-autonomy-berlin.html

Deixe um comentário

Arquivado em arte de rua, berlim, comportamento, espaços urbanos, movimento social

Invaders em Paris

Andando (MUITO) por Paris é difícil não se deparar com invaders-www.space-invaders.com, já mencionados aqui em outro post, pelas ruas esquinas.

invader-1-opera1

Aqui perto do Opera.

invader-2-saint-honore

Na rua Saint Honoré

invader-3-bastilha

Perto da Bastilla

invader-4-montmatre

e em Montmartre.

Deixe um comentário

Arquivado em arte, arte de rua, espaços urbanos, experience, inovação, paris, viral

Um museu para arte de rua

Embora pareça contraditório, pelo princípio e pelo meio, a TIM lançou em outubro na Itália um museu virtual de arte de rua.

site-street-museum1

O Street Museum surgiu a partir da rede social criada pela marca, a TIM Tribu, que promove iniciativas artísticas e culturais. O objetivo é envolver todos os cidadãos, sobretudo os jovens, na causa da arte de rua. Tudo o que é preciso fazer, ao localizar uma manifestação que se considere interessante, é fotografar a obra e enviar por celular com endereço completo para o site, assim todo mundo que visualizar no site pode ir visitar o local pessoalmente.

O material enviado pode ser votado e ao final as top 100 ganham um espaço fixo no museu virtual.

A campanha de guerrilha, desenvolvida pela agência Ninja Lab, consistiu em emoldurar obras nas ruas de Roma e Milão, sinalizando a captura da imagem pelo museu.

arte-callejeroa

arte-callejero-2a

Deixe um comentário

Arquivado em arte, arte de rua, entretenimento, espaços urbanos, publicidade, rede social

Linguagem binária para arte de rua

“Looking at Art in a Gallery is Like Looking at Animals in a Zoo.”

Esta frase tirada do site do Jetset Graffiti pode ajudar bem a definir qual é o objetivo destes artistas urbanos, os Space Invaders, que usam o gratife para invadir ruas e espaços urbanos pelo mundo afora. Uma das manifestações mais diferentes são as composições de códigos digitais a la 80’ videogames.

invaders nova york

invaders nova york

Eles inclusive criaram mapas onde você pode localizar os “invaders” e explorar a cidade partir deles. 

mapbck2

No vídeo abaixo um artista fala sobre sua expressão artística.

Outro link interessante é o Wooster Colletive, fonte da obra abaixo:

Store Trek

Store Trek

Do artista: “Inspired by two predictions of our future as the Human Race – ‘Space Tours’ and ‘Food Wars’ – one for the rich , and one for the poor .”

1 comentário

Arquivado em arte, arte de rua, espaços urbanos, inovação, viral